.

05 dezembro, 2007

19 novembro, 2007

..........



"Antagonismos

Quero ter-te e não te ter.
Amar-te sem ser amada.
Saber-me amada mas nada sentir.
Quero que me odeies para por ti lutar.
Quero que me ames e que nos teus beijos mo digas.
Quero que vivas para mim e por mim.
Quero que esqueças que eu existo para que assim sinta dor.
Quero que repitas o meu nome sempre e que sussurres o quanto me amas.
Sabes amor… Estás-me sempre na pele, na mente, até no andar e no dormir.
Gosto de sentir saudades tuas mas é tão bom ter-te aqui sempre junto a mim.
Os antagonismos do sentir são ondas e marés vivas nas minhas veias: dão vida, luz e cor."

Porque felizmente (ou infelizmente), acho que é mesmo assim...
Gosto de ti principalmente quando penso em perder-te,
Porque sinto a tua falta quando estás perto ou quando te sinto fugir,
Porque não te quero, porque estou farta, mas que por já não querer, quero.
Porque te amo, mas já não tenho a certeza.
Porque quero que me ames, mas não sei se quero.
Porque quero, mas não quero.

27 outubro, 2007

Porque há pessoas que nos surpreendem, que nos marcam e que revelam ser ainda mais do que aquilo que pensamos serem.

Porque hoje apetece-me, porque acho que mereces um pequeno tributo :P
Brigada por tares sempre aí e por seres ainda mais "mais" do que eu pensava... ;)

11 outubro, 2007

House M.D., 4th Season

Olá :P

Como não poderia deixar de ser, a 4ª série do House começou a sair nos Estados Unidos e eu comecei a vê-la cá...
Tenho a dizer-vos que há imenso tempo que ansiava pela estreia... A série House é sem dúvida das minhas séries favoritas de todos os tempos, não só pela essência da série, por todos os casos difícies e pelo que abordam, mas também, como é óbvio, pela personagem que é o Dr. House. É uma das melhores personagens alguma vez criadas. Ora como todas as outras séries, esta muito prometia e muito promete. O primeiro episódio, confesso que ficou um pouco aquém
das minhas espectativas...Já o segundo, ADOREI :D É House no seu melhor :) Só para terem uma noção, o House contracta 40 médicos para formarem a sua nova equipa... Claro está que até ao final do episódio alguns são eliminados, mas protagonizam cenas fantásticas... Aconselho todos a verem... é simplesmente MUITO BOM!!! :D Como é óbvio já tou a tratar de ver o terceiro, já saiu lá na Terça e tou ansiosa por o ver :P
Anyway, achei que era uma boa sugestão e sobretudo uma boa novidade... Espero que gostem ;)


*
P.S. - Deixo-vos com algumas imagens do segundo espisódio para aguçar a vontade ;P

07 outubro, 2007

Viagem no tempo...


Este fim de semana fui para Belmonte com algum pessoal da faculdade... Que saudades! Foi um fim de semana espectacular, já tinha saudades deles. Não fomos muitos, aliás, fomos poucos para o grupo que é, mas sabem o que vos digo? Poucos, mas bons... muito bons :D
Foi muito bom estar com vocês... ficar na conversa até às tantas, as trocas de mimos, as confidências, o acordar e ficar uma hora na cama apenas a conversar, a conviver... tinha saudades disso, dos momentos que nos ficam gravados na memória como uma das melhores alturas da nossa vida... Amigos, tinha saudades vossas. :) Temos que repetir estes fins de semana, estas borgas, porque é muito, muito boooommmmm!!! Mikezinho, aproveito para te desejar uma boa viagem, que os ares "francius" te tragam tudo de bom, que os 4 anos voem e voltes depressinha para junto de nós... E que nunca te esqueças que aqui a malta te adora bué!! ;P ****

P.S.- Vemo-nos em Pawiiiissss... estuda-me lá bem esse roteiro ;P Não te esqueças de sugerir muitos sítios romantiques ;P hihihih :P Bisous ;P

25 setembro, 2007

Desaparecida em combate!!!

(Lol...não é bem, mas quase! :P Eu já explico...)

É incrível, mas já se passou um mês desde a última vez que tive tempo para dedicar-me ao blog :X Não é muito normal, mas este mês voou, o trabalho foi muito... lol... as usual, true, mas desta vez as coisas não andaram a correr muito bem...e se quando correm, há muito trabalho, quando não correm, é um desatino, é um non-stop de tentativas frustradas até se conseguir voltar a pôr tudo sobre rodas... e sabem que mais? CONSEGUIIIIIII!!!!!! :D eheheheh... finalmente as coisas deram certo xD Não sei se têm noção do que é andar meses a tentar que as coisas funcionem, a esfolarem-se, a trabalharem até às 4 da manhã (sim, 4 A.M. :P) e depois verem tudo a ir por água abaixo... mas vida de cientista é assim... um dia na m*r*a, outro dia lá em cima!!! xD e é tão bom quando se consegue!!! lol... hoje só me faltou andar aos pulos no laboratório... lol... a minha querida boss até disse que hoje era dia de comemorar e ir beber uns copitos! :D em vez disso, fui para a piscina beber pirulitos! LOL.. kidding, não bebi (hoje!:P), tive sim uma excelente aula de hidroginástica deep water... foi TÃÃÃOOOO bom :P principalmente depois de um dia cheio de trabalho e emoções fortes! :P eheheh... agora nada como o belo do sofazinho e um filmezinho para terminar bem a noite :D

Vá...para comemorar o meu "sucesso" como cientista, aqui fica a prova (lol):

27 agosto, 2007

O regresso...

Depois de 15 dias de férias (mais do que merecidas :P) hoje foi o regresso ao trabalho. Confesso que depois de tudo o que vivi principalmente na última semana, custou um pouco. Não pelo trabalho, pois esse foi o aspecto positivo, gostei de voltar ao trabalho, de estar no laboratório, de me sentir cientista :P, foi mesmo por tudo o que deixei para trás...
Para quem não sabe, nestes 15 dias de férias, além da semaninha típica com os papás no Algarve em Albufeira (no C.P.O.), fui fazer um género de road trip... Digo um género, porque na realidade os destinos estavam de certa forma escolhidos, claro que como não podia deixar de ser, alguns planos foram alterados, mas conseguimos ver tudo o que tínhamos escolhido. E sabem que mais? Foi LINDO! xD Mesmo! :P Conheci e revisitei sítios lindos, nomeadamente Viana, Caminha, Ponte de Lima, Braga, Guimarães, S. Pedro do Sul, Viseu, Belmonte, Covilhã, Casegas, Castelo Branco, Vila Nova da Barquinha (Almourol). Foi mesmo lindo, não só pelo que vi, mas sobretudo pelo que vivi :) A companhia foi fantástica, passámos 96h seguidas (4 pessoas), sem nunca nos chatearmos (uma verdadeira tarefa herculiana mais que superada :) ) e sempre na galhofa :P É sem dúvida algo a repetir. :)
Bom e amanhã conto mais, porque hoje a hora já vai adiantada e hoje tive que me levantar as 4:45 para vir para o Porto (é o que dá querer aproveitar ao máximo o último dia de férias :P).

Deixo-vos um mimo das férias... :)


Castelo de Almourol, Agosto de 2007


07 agosto, 2007

31 julho, 2007

I am....

Pronto, vi isto e não resisti :P Acho bué piada a estes testes :P
Aqui ficam os resultados de alguns deles ;) Feel free to comment :P


SE FOSSE UM SABOR DE GELADO, QUAL SERIA?
Você é Limão:
Você faz para que mereçam a sua confiança. Por isso, é azedo para quem não o conhece, mas muito doce para os outros. Refrescante e boa onda, é também alguém capaz de uma frieza que alguns acham assustadora.


SE FOSSE UM ONE HIT WONDER DOS ANOS 90, QUAL SERIA?
Você é "Groove Is In The Heart" dos Dee-Lite (1990):
Você gosta de se divertir e de conviver, mas mantendo-se sempre uma pose cool. Apesar de à primeira vista não parecer, é um romântico incurável e deixa-se levar pelas suas emoções mais do que pelo seu lado racional

Se fosse uma personagem do Sexo e a Cidade, qual seria?

Você é Carrie:
Você até é muito descontraída e divertida, mas no que diz respeito às relações gosta de sentir compromisso e seriedade. Ainda pensa muito no passado e isso impede-a de andar para a frente. É inteligente mas deixa-se levar pelo coração.


QUE CENA ROMÂNTICA DE UM FILME É VOCÊ ?
Você é... a declaração de DiCaprio em “Titanic”:
Quando se apaixona, você torna-se disposto a tudo pela outra pessoa – incluindo grandes sacrificios. É mesmo capaz de anular as suas vontades só para dar o melhor à pessoa amada.

25 julho, 2007

Wondering...



Hoje vi-te. A ti.
Saí de casa a correr, o relógio já há muito que tinha tocado, estava atrasada. O trabalho tem sido muito e o cansaço proporcional, e assim apetece sempre ficar mais um minuto no quentinho da cama, até já não poder mesmo mais. Até à última. E foi quando eu ia nesta minha correria matinal (porque o autocarro já lá vinha e já não podia dar-me ao luxo de esperar pelo próximo ou de ir a pé) que te vi. A ti.
Naquele breve instante tudo parou, esqueci o autocarro, as pessoas no meio do caminho, tudo. Tu estavas ali, diante de mim, quando menos te esperava. O coração entrou em sobressalto, disparou. De repente, aquele friozinho na barriga. Por momentos não sei o que senti. Foi um misto de emoções.
E foi só quando o meu cérebro finalmente processou completamente a informação, é que percebi. Não eras tu. Não podias ser. O cérebro dizia-me qual a probabilidade, ou melhor, a impossibilidade, de seres. Tu não podias estar aqui.
E não estavas. Os meus olhos trairam-me.
Só depois de ter retomado a consciência é que pude analisá-lo. A ele. Aquele que, embora desconhecido, por momentos me tinha tirado o chão. Não eras tu. Era parecido, muito, contigo.


Foi curioso isto ter acontecido. Fez-me pensar.

O tempo passa e não nos afastamos.
Pergunto-me porquê...
*

18 julho, 2007

"Sei que sabes que Sim"

"Não há nada a fazer
Nem nada a dizer
Aqui e agora

Deixa à volta o mundo
Vai ser o que o tempo entender
Nem tu tens de o dizer
Só tens de o sentir"

17 julho, 2007

Meio cheio/Meio vazio

Há dias em que tudo está bem, até... (suspiro)
Há coisas que não compreendo, e sobretudo pessoas que compreendo ainda menos.
Pessoas que nos fazem querer dizer "Odeio-te." e querer esquecer que existem.
Não sou uma pessoa de meios termos, não consigo fingir que tudo está bem, quando não está. Não sou de estar mais ou menos. Quando estou bem, estou, quando não é assim, vê-se. E sobretudo não sou alguém capaz de se dar apenas um bocadinho, não sei o que é isso :/ Ou me dou por completo, ou não dou. Eu sei, isso é mau, é por isso que acabo por levar tanto na cabeça, não só porque quando se cai a queda é maior, mas também porque por vezes se é mal interpretado. Eu sei que não sou uma pessoa fácil lidar, em alguns aspectos sou uma pessoa de extremos. E pronto, já não sei a que propósito isto vem, mas saiu. E é assim. Bah.

13 julho, 2007

To be or not to be...

Think about it :P

"Depois de algum tempo aprendes a diferença, a subtil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma. E aprendes que amar não significa apoiar-se, que companhia nem sempre significa segurança, e começas a aprender que beijos não são contratos, e que presentes não são promessas..."

(William Shakespeare)

11 julho, 2007

Erase(?) and Rewind...


É curioso as voltas que a vida dá... Em como o que pensamos e damos como certo hoje, não o é amanhã. Eu sei que é assim, acho que todos o sabemos, mas uma coisa é saber por saber, outra coisa é ver a vida dar-nos prova disso. Ultimamente isso tem-me acontecido. Muito. Não só pelos desencontros, mas sobretudo pelos encontros. :)
É estranho pensar que há pessoas que nos marcam de tal forma que, por mais que o tempo passe e que palavras não sejam trocadas, continuam a ter aquele "quê" que nos envolve e nos faz perder no tempo. Que fazem parecer que o tempo nunca passou, mas sim que cessou e que tudo o que foi, é, e continua a ser.
Pergunto-me porque voltaste. É bom ver-te outra vez.

P.S. - Como devem ter reparado, estive ausente, pelo menos daqui. Precisei fugir, I guess. :P Na realidade nem foi bem isso, acabou por ser mesmo falta de tempo. :/ Há alturas que são caóticas (o que não é de todo negativo), não só devido ao trabalho mas também porque por vezes a cabecita fervilha demais (aqui ficam as devidas desculpas a todos os que aturaram as minhas dúvidas filosóficas :P).

02 julho, 2007

Dreaming...

"Há só uma janela fechada, e todo o mundo lá fora; e um sonho do que poderia ser se a janela se abrisse, que nunca é o que se vê quando se abre a janela."

Alberto Caeiro

Porque as pedras no caminho às vezes são muitas, e depois de uma noite fantástica, quando se volta à luz e realidade do dia-a-dia, parece que o sol brilha menos. Hoje não é um bom dia para falar, mas decerto amanhã será.

28 junho, 2007

Pedras no Caminho

“Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes,
mas não me esqueço de que a vida é a maior empresa do mundo.
E que posso evitar que ela vá à falência.
Ser feliz não é ter um céu sem tempestades, caminhos sem
acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem desilusões.
Ser feliz é encontrar força no perdão, espera
nça nas batalhas,
segurança no palco do medo, amor nos desencontros.
Ser feliz não é apenas valorizar o sorriso, mas reflectir sobre a tristeza.
Não é apenas comemorar o sucesso, mas aprender lições nos fracassos.
Não é apenas ter júbilo nos aplausos, mas encontrar alegria no anonimato.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os
desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e tornar-se autor da
própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um
oásis no recondito da sua alma.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um "não".
É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Ser feliz é deixar viver a criança livre, alegre e simples que mora
dentro de cada um de nós.
É ter maturidade para dizer "eu errei".
É ter ousadia para dizer "desculpa".
É ter sensibilidade para expressar "eu preciso de ti".
É ter capacidade de dizer "Amo-te".
A vida é um canteiro de oportunidades...
E, quando errares o caminho, recomeça.
Pois assim descobrirás que ser feliz não é ter uma vida perfeita.
Mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância.
Usar as perdas para refinar a paciência.
Usar as falhas para lapidar o prazer.
Usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência.
Jamais desistas de ti.
Jamais desistas das pessoas que amas.
Jamais desistas de ser feliz, pois a vida é um obstáculo imperdível,
ainda que se apresentem dezenas de factores a demonstrarem
o contrário.”


“Pedras no Caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo..."
(Desconhecido)



(Castelo do Queijo, Porto)

Aqui fica algo para vos fazer pensar, porque a nossa vida pode não ser perfeita, mas se calhar todos temos os ingredientes para a encarar como tal. :) Porque como diz o poeta "Ser feliz não é ter um céu sem tempestades, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem desilusões" e talvez as pedras sirvam para isso mesmo, para podermos dar valor a um caminho sem obstáculos.

27 junho, 2007

Primeira de muitas ou poucas?




Não é fácil escrever, não é fácil mostrar, não é fácil dar a conhecer, dar a criticar, comentar. Há muitas expectativas a superar, principalmente minhas. Quando quero fazer algo quero que fique bem feito. Se sou exigente comigo? Sou. Por isso isto é um grande passo, quem me conhece mesmo sabe que o é. Sabe que as palavras e a expressão verbal não são o meu forte. Mas como a vida é linda e hoje estou no meu auge, why not? :P


P.S. - Tu sabes que foste o culpado e que se sair daqui asneira a culpa é tua, não sabes?